sexta-feira, 12 de abril de 2013

Giovanna


                                                               A graça de Deus

Vamos brinquedocar?
Se esta rua fosse minha,
mandava pintar de azul,
pra ver Giovanna passar.

Sonhei com a minha irmãzinha.
Que era inteira igual a mim.
Só que com cabelos longos
e vestido bordado em flores.

Trouxe-me um sorriso lindo.
Na boca que tinha um beijo.
Nos braços trazia um abraço.
E segredou que me amava.

Vamos brinquedocar?
Pirulito que bate, bate.
Quem sabe dela sou eu.
Primeiro a vê-la fui eu.

Giovanna brinquedocou.
Que é a arte de pintar
sem usar tintas.
Rabiscar o livro do pai.
Lambuzar de chocolate
a roupa nova da mãe.
Jogar lama na cara do amigo.
Tosar o cabelo do irmão.

Brinquedocar é verbo transitivo direto.
Substantivo concreto.
Adjetivo e conjunção.
É ser criança desde o ventre.
Com licença da Lapônia:
Para brincar sem usar brinquedo.

La bella Giovanna!!!
Dos sonhos de príncipe.
Presente de Deus.
No invólucro de mãe.

La bella Giovanna!!!
A fada de luz.
Estrela da estrada
que nos conduz.

 
              Arte: Mateus Silva  -  Giovanna

Este texto foi extraído do sonho do príncipe Eduardo, amigo de um pajezinho de nome Canauê, da tribo dos Canauãs, que fica em solo sagrado do Alto Xingu, na selva amazônica, onde nenhum homem branco pisou. Só o príncipe sabe o caminho da tribo, onde moram os sonhos dos homens puros. Foi lá que ele conheceu Giovanna.

23 comentários:

  1. Ai, Geraldo, só você mesmo para tanta criatividade! Adorei!A explicação, então, foi ótima. kkkk. Que Deus preserve toda a sua inspiração.

    ResponderExcluir
  2. Viajei com o sonho do meu neto. Geraldo acabou de criar a pós-ultrassonografia. Adorei ver minha neta com seis anos de idade, antes de nascer. Ela é linda. Igualzinha ao Dudu.

    ResponderExcluir
  3. Fala aeh Vovô Gialdo, ou sei lá como o chamarão num futuro próximo. Só espero que a Globo não inaugure o quadro "Vovô Profeta". rssss....
    Vamos aguardar!!!

    ResponderExcluir
  4. ADOREI A FOTO, ADOREI A POESIA, SÓ NÃO GOSTEI DA FORMA QUE FOI FALADO....QUASE TIVE UM IRFARTO, PASSEI MAL, ESTAVA TRABALHANDO QUANDO RECEBI UMA LIGAÇÃO DO MEU PAI.....FIQUEI ESPANTADO POIS ELE QUASE NÃO ME LIGA(principalmente quando estou de plantão), O MOTORISTA OLHOU PARA MIM E DISSE: "...VOU PARAR O CARRO POIS VC ESTA PÁLIDO, COM A BOCA BRANCA E OS OLHOS ESBUGALHADOS..."TINHA ACABADO DE OUVIR QUE MINHA SOBRINHA TINHA NASCIDO. FIQUEI EM ESTADO DE CHOQUE, POIS MINHA CUNHADA ESTA GRAVIDA DE 5 MESES DE GRAVIDEZ....FIQUEI SEM PALAVRAS....NÃO SABIA COMO RESPONDER....DEPOIS OUVI UMA SONORA GARGALHADA E PERCEBI QUE ERA BRINCADEIRA...UFFA QUE SUSTO

    ResponderExcluir
  5. Linda poesia Geraldo !
    A foto nem preciso comentar ne, que criatividade ..rs show de bola !
    Estamos todos na expectativa ne ! rs

    ResponderExcluir
  6. Grande poeta Geraldo, vi nascer esta poesia! Linda! Sua alma sensível aliada a uma criatividade incomum representam todo um diferencial. Você é um poeta raro. Parabéns e dê continuidade ao seu talento! Beijos, Alice
    P.S. - Parabéns também à criação de Mateus Silva que complementou o poema.

    ResponderExcluir
  7. Que legal conhecer a Giovanna. Ainda mais com essa poesia. Dudu é um cara de sorte, pois vai ganhar uma irmazinha tão linda quanto ele.
    Parabéns.
    Adriana

    ResponderExcluir
  8. Oi Geraldo,
    vc prometeu e fez, parabéns ficou muito boa. Espero que vc escreva outras.
    ab
    JM

    ResponderExcluir
  9. Muito legal a poesia, e claro que só podia ter vindo de alguem como você. Parabéns e continue sempre assim.
    Abraço

    ResponderExcluir
  10. Geraldo ameia a poesia e a foto arrasou com o passar do tempo Geovanna vai amar tbém parabéns amigo brilhou!
    beeeeijos!

    ResponderExcluir
  11. A sua peosia é um sonho...linda! parabéns!

    ResponderExcluir
  12. Maria da Aparecida Pedrosa Pimentel17 de abril de 2013 17:46

    muito linda, a minha bisneta!

    ResponderExcluir
  13. Esse poema só poderia ter saído do coração de um avô! Tão apaixonado, sensível, criativo, poeta brilhante.
    Seja benvinda, Geovanna, com a "força dos pagés, com o poder das matas amazônicas, com a beleza das vitórias-régias, com as bênçãos do batismo nos Rios Negro e Amazonas... e não se esqueça,traga com você, a poesia do vovô Geraldo. Parabéns a essa família abençoada.

    ResponderExcluir
  14. Viajei nesse misto de sonho e realidade através desses versos de sensibilidade e criatividade! Parabéns Anjo da poesia!

    ResponderExcluir
  15. Maria do Carmo (a mãe do poeta)19 de abril de 2013 08:57

    Vida longa e feliz para Giovanna.

    ResponderExcluir
  16. Sua poesia me fez sonhar em ser ser avó. Ah! Geraldo,como sempre,suas poesias me fazem ter agradáveis momentos de saudades e lembranças. Agora tenho também um grande desejo pelo futuro. Que ele venha com sonhos e fantasias pelas mãos dos netos. Você é especial pelo seu dom, por ser nosso poeta.Um beijo.

    ResponderExcluir
  17. Que a pricesinha Giovanna venha assim tão bela, com muita saúde e alegre a vida desse avô poeta!

    Grande abraço,
    Rogerio

    ResponderExcluir
  18. Anônimo23 de abril de 2013 17:59

    Valeu,Geraldo.Você atingiu o objetivo dos grandes poetas: brincar com as palavras.Eu,Rosângela e Guilherme adoramos a foto da "Giovannazinha". Parabéns pelo blog.Aguardamos ansiosos novas postagens. Forte abraço,
    João Fernando e família.

    ResponderExcluir
  19. Giovanna é igual ao Eduardo,esperamos que torce pelo o botafogo e vasco como o Eduardo!

    ResponderExcluir
  20. Lindo!!!!
    Sr Geraldo acredito que uma grande ansiedade se faz à chegada de Giovanna.
    Saúde e paz!!!

    Ailton do ONDAS GRILL

    ResponderExcluir
  21. Geraldo Ferreira2 de maio de 2013 11:20

    Felizes são os pais dos filhos que, primeiro nascem em poesia e depois, biologicamente, para em vida, transformarem-se em versos.
    Por Abaeté, homem de respeito e Aci, mãe na língua Tupi, Giovanna virá ao mundo conturbado de hoje, como dádiva de Deus. Antes mesmo do seu nascimento, já nos encanta e opera o milagre de aproximar os homens.
    Minha gratidão de avô aos amigos que emanaram energia positiva pela vinda de Giovanna.A todos os que puderam dedicar um pouquinho do seu tempo para viajar no sonho de um menino, que a concebeu antes, iluminado pela força divina dos irmãos.
    Que Canauê, pajezinho da tribo dos Canauãs, venha sempre participar da grande roda de dança que a vida vai se transformar com a chegada de Giovanna. Estão todos convidados para brinquedocar.
    A paz de Deus esteja com todos!

    ResponderExcluir
  22. Muito lindo o texto que sua neta seja como essa princesa que você descreve acima...

    ResponderExcluir
  23. Geraldo, ser avô é mesmo uma experiência ímpar. Dos sonhos do príncipe Eduardo, você escreveu uma linda Poesia preparando familiares e amigos, para a chegada da princesinha Giovanna; tão belinha e parecidinha com seu lindo irmão o príncipe Eduardo.
    Parabéns aos pais Adeliane e Felipe ao irmãozinho Eduardo e aos avós corujões, Fátima e Geraldo!
    Estamos todos aguardando a chegada da Princesinha Giovanna...

    ResponderExcluir